Main menu

Glúten (Parte II) Sintomas

25 abr 2016
Share Button

2272

 

Olá meninas, como estão?

Hoje falo mais um pouco sobre o glúten. Vou falar um pouquinho sobre os sintomas (meus sintomas) relacionados é claro, ao consumo de glúten.  Sobre tudo o que eu sentia e não sabia ainda qual a causa.

Bem, tudo começou em junho do ano passado (2015), em uma noite em que eu me maquiava em frente ao espelho, até que percebi um certo cansaço, mas era um cansaço tão grande, que eu não entendia o porque. 

Era época de frio, pensei de ser o clima seco; Logo depois comecei a pensar que poderia ser falta de alguma vitamina em meu organismo, o que seria mais lógico.  

Sendo assim passei a me alimentar melhor, mas tinha lá minhas dúvidas, pois eu já me alimentava bem.

Passei a tomar suco de beterraba com leite pela manhã e finais de tarde, mingau de aveia a noite e as manhãs, abacate durante as tardes, e outras coisas mais.

Por vezes  parecia me sentir melhor, mas logo via que os sintomas continuavam.

E aquilo foi me intrigando, pois ficava me perguntando o que poderia ser, sempre fui tão saudável toda a minha vida.

E antes que eu me esqueça, vamos aos sintomas; Quais eram eles?

 

Vamos lá: 

1º- Uma fadiga fora do comum (sensação extrema de esgotamento físico)

2º- Taquicardia- (batimentos cardíacos acelerados) 

3º- fluxo menstrual irregular (no meu caso,mais intenso)

4º- dores nas articulações

5º- unhas quebradiças e queda de cabelo fora do comum

6º- irritabilidade 

 

Procurei um clinico geral que me receitou exames de rotina. Feitos todos os exames (hemograma completo + exames cardiológicos), o clínico me disse que eu não tinha nada, e que tudo o que eu sentia era causado por estresse. Verdade é que ele mal olhou na minha cara. Foi consulta particular, mas foi um preço bem em conta, talvez tenha sido esse o motivo dele mal olhar na minha cara. (valor da consulta)

Voltei pra casa meio desanimada, pois eu sabia que tinha um outro motivo; Sabia que não era estresse.

Não sei vocês, mas eu tenho uma mania de fuçar as coisas na internet, procuro daqui, procuro dali, sempre buscando alguma informação quando tenho dúvida sobre algo.

Comecei a pensar, em deficiência de magnésio, vitamina B12, vitamina D3, e outras vitaminas do tipo;

Geralmente os médicos não nos pedem esses exames. Pensei, pensei, e resolvi procurar um nutrólogo ortomolecular. ( caro que dói R$ )

Marquei uma consulta, e de cara me foram pedidos esses tais exames que citei acima. Ahh, a médica me fez algumas perguntas sobre minha alimentação e me deu uma lista com orientação sobre uma dieta de retirada de alguns alimentos; Entre eles, glúten e lactose. Não dei importância em fazer a dieta, pois tinha quase certeza que nos exames que iria fazer, encontraria a resposta para minhas queixas.  

Feitos os exames, voltei na médica, e lá estavam eles todos normais. Com exceção da Vit D que deu um pouco baixa.

Mas não era o motivo dos sintomas aos quais eu sentia. Bom, a médica me passou várias vitaminas,  me falou que eu voltaria a me sentir bem com elas. E me perguntou sobre a dieta, se eu havia feito. Respondi que não, e ela me disse que seria importante que eu fizesse a dieta e retornasse em alguns meses.

Mais uma vez voltei pra casa desanimada, pois ainda não havia encontrado o motivo de tanto mal estar. Não era falta de vitamina, não era problema cardiológico (graças a Deus); O que poderia ser então?

Lembro que no mesmo dia, era final de tarde, e eu estava em casa sozinha; E estava me sentindo cansada, como sempre, como todos os dias…  Eu pensei em Deus, e pedi a Ele que me ajudasse; Pedi que me mostrasse a causa,a razão para aquele mal estar que eu sentia. 

Passado alguns momentos, fiz um lanche e me senti mais cansada; Comecei a notar que aquele mal estar, aquele cansaço parecia vir da região abdominal, notei que meu abdome estava distendido, inchado, e que estava com muitas gases.

Conforme fazia a digestão, conforme sentia meu estômago esvaziar, notava um alivio enoooorme!!!!  Nunca havia parado para observar isso.

Imediatamente pensei: A DIETA!!! Onde está?  Corri e procurei a lista com as orientações sobre a dieta, que eu tinha largado láaaa dentro do armário, estavam tão amassadinhos os papéis, nem tinha dado muita importância.

Era noite, e naquele momento eu disse a mim mesma, que levaria aquela dieta a sério, mesmo sendo novembro, um mês antes do Natal, seriam 30 dias com restrição total de alguns alimentos, e depois de 30 dias, eu voltaria a introduzi-los novamente aos poucos.  Sabia que não seria fácil, pois eu aaaaaamo panetone de chocolate (os chocotones).

Bom amigas, hoje vou parando por aqui e continuo na próxima semana. Parte III. Contarei tintim por tintim, como foram os primeiros dias de dieta, como foram os primeiros dias sem o glúten, primeiros dias de abstinência… Difícil!  Mas contarei!   😉

 

Beijão, e até o próximo post!

Beta 

 

Share Button
Roberta Carvalho Roberta Carvalho (107 Posts)

Sou casada e Mãe de um adolescente.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *